Pular para o conteúdo principal

POSTAGEM EM DESTAQUE

A semana na piauí #209

  questões do aprisionamento digital Braços inteiros, mentes quebradas Um adolescente americano é menos propenso a fraturar os ossos que alguém de sua idade quinze anos atrás. Embora possa parecer bom, isso indica que eles estão mais isolados, grudados no celular. Leia  aqui TANIA MENAI anais do cala-boca Assédio judicial contra jornalistas se agrava no Brasil Há 654 ações em curso contra jornalistas que podem ser caracterizadas como assédio judicial, segundo levantamento da Abraji. O Brasil está entre os países que mais hostilizam profissionais da imprensa na Justiça. Confira  aqui . ALLAN DE ABREU questões de vida e morte Por um último e sereno suspiro A  edição de abril  da  piauí  conta como  Ana Claudia Arantes se tornou uma das principais vozes em defesa dos cuidados paliativos  no Brasil. Seu trabalho é esclarecer como se pode vivenciar a morte da maneira mais confortável e digna possível. ANGÉLICA SANTA CRUZ anais do futebol O homem que descobriu Endrick. Pelo WhatsApp Em 2016,

PINACOTECA - GÊNESE E CELEBRAÇÃO: COLEÇÃO DE PEÇAS AFRICANAS


Gênese e Celebração: Coleção de peças africanas

de 10.nov a 27.jan 2013

A Pinacoteca do Estado de São Paulo, instituição da Secretaria de Estado da Cultura, e CPFL Cultura apresentam a exposição Gênese e Celebração: Coleção de peças africanas do acervo de Rogério Cerqueira Leite com cerca de 200 peças, entre esculturas, máscaras, objetos de materiais e tamanhos variados (madeira, marfim, entre outros, de seis centímetros a 1, 70 metro). Esta exposição, catalogada pela CPFL Cultura, constitui-se numa oportunidade única para que o público possa conhecer um pouco mais sobre a diversidade cultural desses diferentes grupos étnicos. “A Pinacoteca desenvolve anualmente uma programação especial no mês de novembro, Mês da Consciência Negra, que busca difundir a herança cultural dos povos afrodescendentes no Brasil, e refletir sobre a contribuição que essa herança traz para a formação do Brasil contemporâneo e que pode ser percebida em inúmeras peças da coleção da Pinacoteca, em obras que vão do período colonial à arte contemporânea”, afirma Ivo Mesquita – Diretor técnico da Pinacoteca.

“Durante muitos anos, o professor Rogério foi adquirindo essas peças que resultaram numa coleção importante, que faz um amplo mapeamento das várias etnias da África”, afirma a curadora Renata Sunega. Em um mesmo espaço, a estética dialoga com o religioso, afirma Renata, por meio de relicários, máscaras e esculturas com os significados dos cultos africanos. Na coleção destacam-se peças da Costa do Marfim, Nigéria, Camarões, Congo, Gabão, Senegal, Angola, BurkinaFaso, Senegal, Tanzânia, Etiópia, entre outros países. O conjunto permite a contemplação de exemplares provenientes de povos com os Dan, Baolé, Anang, Yoruba, Bulu, Moba, Pende, Bantu, Pumu, Fang, Dogon e Sakuma,

Comentários