Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de março, 2018

POSTAGEM EM DESTAQUE

Apresentamos a equipe conceitual da 36ª Bienal de São Paulo

          36ª bienal       de  São Paulo Visualizar como  página web Ministério da Cultura, Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas, Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo, Fundação Bienal de São Paulo e Itaú apresentam Conheça a equipe que levará a cabo a 36ª Bienal de São Paulo Da esquerda para a direita, Keyna Eleison, Anna Roberta Goetz, Bonaventure Soh Bejeng Ndikung, Alya Sebti, Thiago de Paula Souza e Henriette Gallus, equipe conceitual da 36ª Bienal de São Paulo © Fundação Bienal de São Paulo Enquanto a 35ª Bienal segue seu ciclo de itinerância, a Fundação Bienal já se prepara para a próxima edição da mostra. A equipe conceitual, montada por  Bonaventure Soh Bejeng Ndikung , é composta pelos cocuradores  Alya Sebti ,  Anna Roberta Goetz  e  Thiago de Paula Souza , a cocuradora at large  Keyna Eleison  e a consultora de comunicação e estratégia  Henriette Gallus . Ainda neste ano, serão anunciados novos membros da e

VISUAL ARTV - Últimas semana de Pelas Ordens do Rei Que Pede Socorro tem sessões no Largo do São Bento e na Zona Leste

Últimas semana de  Pelas Ordens do Rei Que Pede Socorro tem sessões no Largo do São Bento e na Zona Leste No  dia 25 de março , o grupo de teatro  O Buraco d’Oráculo  encerra a temporada do espetáculo  Pelas Ordens do Rei Que Pede Socorro , que comemora os 20 anos da companhia. As últimas apresentações ( grátis ) ocorrem no  Largo do São Bento  (dia 22, quinta, às 17h),  SLAM Vila Guilhermina  (dia 23, sexta, às 19h),  Centro Cultural Arte em Construção  (dia 24, sábado, às 19h) e  Sarau Pretas Peri  (dia 25, domingo, às 17h). A montagem vem circulando, desde o dia 4 de fevereiro, pelas cinco regiões da cidade de São Paulo, totalizando 20 apresentações que  privilegiaram os espaços públicos, ocupados por coletivos de artes.  Pelas Ordens do Rei Que Pede Socorro  foi contemplado pela a 5ª Edição do Prêmio Zé Renato de Teatro. A programação completa pode ser acessada pelo site http://www.buracodoraculo.com. br/ . Dirigido por  Elizete Gomes ,  o  espetáculo

VISUAL ARTV - Cia Fragmento de Dança matém a Terça Aberta no Kasulo de modo colaborativo

Cia Fragmento de Dança matém a  Terça Aberta no Kasulo de modo colaborativo                                                                                                                                    “Trabalho”, de Suiá Ferlauto Projeto que nasceu contemplado pelo programa de Fomento à Dança e tem contribuído para o amadurecimento de trabalhos, muitas vezes em processo de criação ou prestes a estrear, segue, no ano de 2018, como ação independente. A “Terça Aberta no Kasulo”, ação da Cia Fragmento de Dança, que recebeu na sede da companhia 42 grupos/artistas para intersecção, debate e difusão, em 15 encontros realizados mensalmente no período de outubro 2016 a dezembro de 2017, dentro de projeto contemplado pelo Programa de Fomento à Dança, seguirá acolhendo trabalhos de dança, teatro e performance, agora de modo independente. Por conta de seu caráter de mostra permanente, a Terça Aberta, mesmo com o término do projeto, continuou a receber propostas

VISUAL ARTV- CAIXA Cultural São Paulo apresenta os 80 anos de gaita de Maurício Einhorn

CAIXA Cultural São Paulo apresenta os 80 anos de gaita de Maurício Einhorn A CAIXA Cultural São Paulo apresenta,   de 13 a 15 de abril   (sexta a domingo), o show   Maurício Einhorn - 80 Anos de Gaita , com entrada franca. Os espetáculos têm patrocínio da CAIXA Econômica Federal. Considerado o maior gaitista brasileiro, o genial Einhorn – no auge de seus 85 anos – comemora oito décadas dedicadas à gaita com show autoral. O músico apresenta-se acompanhado por Alberto Chimelli (teclados), Luis Alves (baixo acústico) e João Cortez (bateria). Antes da apresentação do dia 14 (sábado), haverá exibição, às 18h, do documentário   Mauricio Einhorn – Estamos Aí , dirigido por   Rodolfo Novaes,   sobre a vida e obra do artista. O harmonicista é tido também como um dos melhores do mundo, tendo tocado com artistas do naipe de Sarah Vaughan, Nina Simone e Herbie Mann, entre outros. Com presença marcante no movimento bossa nova, ele compôs os clá

VISUAL ARTV- Diga que Você já me Esqueceu

Diga que Você já me Esqueceu foto:  Natalia Angelieri Inspirado no universo do dramaturgo Nelson Rodrigues (1912-1980) e no movimento expressionista, estreia no dia 31 de março no Teatro Viradalata o espetáculo Diga que Você já me Esqueceu, com texto e direção de Dan Rosseto. A tragicomédia apresenta temas comuns à obra de Nelson Rodrigues. As cenas com forte presença expressionista na luz, figurino e encenação, os personagens lidam com situações em que devem explorar suas motivações, fantasias, desejos secretos e a autopunição. Durante a apresentação o público passeia, dentro de um contexto artístico com capacidade total de catarse, por sensações provocadas intencionalmente pelos atores o que torna possível motivar, podar, punir, seduzir, fantasiar, chocar e fazer refletir. A peça repousa sobre a palavra, trabalhada dramaticamente e resulta em uma poesia e a fragilidade que se funde com o poético.  Para dar um ar mais expressionista, diversas cenas fora

VISUAL ARTV - iIN SAiO Cia. de Arte circula pela cidade com “Abissal”, seu mais recente trabalho

iN SAiO Cia. de Arte  circula pela cidade com “ Abissal”, seu mais recente trabalho Foto Claudio Higa Nesta quinta-feira, dia 22 de março, às 20h, a  iN SAiO Cia. de Arte,  dirigida pela bailarina e coreógrafa Claudia Palma,  inaugura, no  CEU Inácio Monteiro, em  Cidade  Tir a dentes ,  Z ona Leste da capital paulista , a  série de apresentações que fará por todas as regiões da cidade com “Abissal”, seu mais recente trabalho,  que se configura por meio da corporeidade dos intérpretes, do espaço e do som. Em  “Abissal”, c ada artista desenvolve seus padrões corporais numa construção poética de profundidades individuais – como se cada um pudesse mergulhar dentro de si - que,   embora possam coexistir , será sempre numa relação entre corpos que ocupam diferentes distâncias espaciais e temporais. A dramaturgia alcança um ambiente de jogo entre os intérpretes  e  as cenas; construídas num fluxo de entradas e saídas, de ida e volta às “zonas abissais”, trazem image