Pular para o conteúdo principal

POSTAGEM EM DESTAQUE

Apresentamos a equipe conceitual da 36ª Bienal de São Paulo

          36ª bienal       de  São Paulo Visualizar como  página web Ministério da Cultura, Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas, Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo, Fundação Bienal de São Paulo e Itaú apresentam Conheça a equipe que levará a cabo a 36ª Bienal de São Paulo Da esquerda para a direita, Keyna Eleison, Anna Roberta Goetz, Bonaventure Soh Bejeng Ndikung, Alya Sebti, Thiago de Paula Souza e Henriette Gallus, equipe conceitual da 36ª Bienal de São Paulo © Fundação Bienal de São Paulo Enquanto a 35ª Bienal segue seu ciclo de itinerância, a Fundação Bienal já se prepara para a próxima edição da mostra. A equipe conceitual, montada por  Bonaventure Soh Bejeng Ndikung , é composta pelos cocuradores  Alya Sebti ,  Anna Roberta Goetz  e  Thiago de Paula Souza , a cocuradora at large  Keyna Eleison  e a consultora de comunicação e estratégia  Henriette Gallus . Ainda neste ano, serão anunciados novos membros da e

CASA TRIÂNGULO - ENSIMESMADOS - FLÁVIO CERQUEIRA



RUA PAIS DE ARAÚJO 77 / SÃO PAULO / BRASIL
CEP 04531-090 / T: +55 11 3167-5621
INFO@CASATRIANGULO.COM

FLÁVIO CERQUEIRA ENSIMESMADOS
ABERTURA 2 DE MARÇO_DAS 12H ÀS 19H. OPENING MARCH 2_FROM 12PM TO 7PM DE 5 A 23 DE MARÇO . FROM MARCH 5 TO 23

Vai ver é assim mesmo, 2013 . pintura eletrostática sobre bronze . 81 x 20 x 16 cm You'll see that's just how it is, 2013 . eletrostatic painting on bronze . 81 x 20 x 16 cm
Casa Triângulo tem o prazer de apresentar a primeira exposição individual de Flávio Cerqueira na galeria.
ENSIMESMADOS
Nesta sua primeira individual em uma galeria de São Paulo, Flávio Cerqueira expõe o desenvolvimento de sua obra ao passo que seus personagens tomam consciência de um vasto horizonte, que se agiganta bem diante de seus olhos, incitando-os a extrapolar a concha que outrora os prendia em um universo restrito e experimentar tudo aquilo que antes lhes parecia impossível. Cerqueira nos convida a acompanhar esta busca por algo mais - empreitada comum a todos nós - e se, ao longo do percurso, nos esquecermos por um instante da pretensa segurança emprestada pelo chão em que firmamos os pés, e nos permitirmos voltar à infância arriscarmos uma olhada para o céu, erguendo nossa vista, teremos uma grata surpresa.
O artista povoa o espaço expositivo com entes que adotam posturas reflexivas, cuja grandiosidade não se traduz em monumentalidade, mas em obras que podem ser apreendidas sem um distanciamento necessário, sugerindo certa intimidade. A forma tradicional da escultura figurativa é o meio escolhido pelo artista para tratar de temas recorrentes na contemporaneidade, como a solidão, frustrações, expectativas e esperança. A rudeza do bronze é dissimulada pela delicada pintura branca que Flávio confere às suas primeiras obras, uma falsa fragilidade condizente com o estado de espírito que delas emana. Na sequência, o artista deixa cair gradualmente este véu de porcelana injetando força em suas figuras, livrando-as paulatinamente do exílio, trazendo para o convívio elementos do mundo exterior, como uma escada ou galhos.
Inicialmente, suas figuras se encontram em situações de total introspecção, conseguindo, contudo, dialogar com o público, gerando de imediato uma sensação de reconhecimento, de cumplicidade. E aquilo que se inicia como uma expressão autobiográfica, mapeando um universo de sentimentos enraizados e conflitantes, adquire uma dimensão coletiva.
Ao travarmos contato com suas esculturas não é difícil apreciarmos algo que se manifesta além da beleza óbvia. Um ar de nostalgia nos arrebata ao mesmo tempo em que cada um daqueles seres ensimesmados nos incita a questionar o que estariam sentindo e o que se passa em suas mentes.

Alexander Santiago 
[ENGLISH]
Casa Triângulo is pleased to announce the first solo exhibition of Flávio Cerqueira at the gallery.
CLOSED IN ON THEMSELVES
In his first solo show in a gallery in São Paulo, Flávio Cerqueira is showing the development of his work as his characters become aware of a vast horizon that is growing gigantically before their very eyes, impelling them to range beyond the shell that previously held them within a restricted universe and to experience everything that once seemed impossible to them. Cerqueira invites us to come along on this search for something more - an undertaking common to all of us - and if, along the way, we forget for an instant the presumed security lent by the ground we stand on and allow ourselves to go back to our childhood, raise our eyes, and dare to take a look at the sky, we will have a welcome surprise.
The artist peoples the exhibition space with beings who adopt reflexive postures, whose grandiosity is not conveyed by monumentality, but in works that can be understood without the need for any distancing, suggesting a certain intimacy. Figurative sculpture is the medium the artist has chosen to deal with recurring themes in contemporary life, such as loneliness, frustrations, expectations and hope. The crudeness of the bronze is veiled by the delicate white painting that Flávio confers to his first works, a false fragility consistent with the state of spirit that emanates from them. In sequence, the artist gradually lets this porcelain veil fall away, injecting energy into his figures, gradually freeing them from exile, bringing elements from the outer world - such as a ladder or branches - in to interact with them.
Initially, his figures are immersed in situations of total introspection while nevertheless dialoguing with the public, giving rise to an immediate sensation of recognition and complicity. And what begins as an autobiographical expression, mapping the universe of deep-rooted and conflicting feelings, takes on a collective dimension.
As we make contact with his sculptures it is not difficult for us to appreciate something that is manifested beyond the evident beauty. An air of nostalgia strikes us at the same time that each of these self-absorbed beings beckons for us to ask ourselves what they are feeling, and what is going through their minds.

Alexander Santiago
FLÁVIO CERQUEIRA nasceu em [was born in] São Paulo, 1983. Vive e trabalha em [lives and works in] São Paulo.exposições individuais [solo exhibitions] 2011 Flávio Cerqueira, Museu de Arte de Ribeirão Preto Pedro Manuel-Gismondi, Ribeirão Preto, Brasil; Foi assim que me ensinaram/ Nós que aqui estamos por vós esperamos, Carpe Diem Arte e Pesquisa, curadoria de [curated by] Paulo Reis, Lisbon, Portugal; 2010 Ex Corde, Museu de Arte Contemporânea de Jataí, Jataí, Brasil; exposições coletivas selecionadas [group selected exhibitons] 2012 Situações Brasília - Prêmio de Arte do Distrito Federal, Museu da República, Brasília, Brasil; II Concurso Itamaraty de Arte Contemporânea, Brasília, Brasil; 2011 Nova Escultura Brasileira, curadoria de [curated by] Alexandre Murucci, Centro Cultural da Caixa, Rio de Janeiro, Brasil; 16ª Bienal de Cerveira, curadoria de [curated by] Paulo Reis, Cerveira, Portugal; Como o tempo passa quando a gente se diverte, curadoria de [curated by] Josué Mattos, Casa Triângulo, São Paulo, Brasil; Boîte Invaliden, curadoria de [curated by] Paulo Reis, Invaliden 1 Galerie, Berlin, Germany; 62º Salão de Abril, Fortaleza, Brasil 2010 O Silêncio – Zipper Galeria, curadoria de [curated by] Paula Braga, São Paulo, Brasil; X Bienal do Recôncavo, Centro Cultural Dannemann, São Félix, Brasil; Arte Pará 2010, Museu do Estado do Pará, Brasil; Incompletudes, curadoria de [curated by] Mario Gioia, Galeria Virgílio, São Paulo, Brasil; 35º SARP - Salão de Arte de Ribeirão Preto, Ribeirão Preto, Brasil;Summer Calling, curadoria de [curated by] Jorge Viegas, Patrícia Trindade, Rita Sobreiro e [and] José Vegar, Galeria 3+1 Arte Contemporânea, Lisbon, Portugal; Fidalga no Paço, curadoria de [curated by] Albano Afonso e [and] Sandra Cinto, Paço da Artes, São Paulo, Brasil; 9º Salão Nacional de Arte de Jataí, MAC Jataí, Jataí, Brasil; 38º Salão de Arte Contemporânea Luiz Sacilotto, Santo André, Brasil; 61º Salão de Abril, Fortaleza, Brasil; 2009 Em torno de nos limites da arte– FUNARTE, curadoria de [curated by] Ricardo Resende, São Paulo, Brasil; 37º Salão da Primavera, MAM Rezende, Rezende, Brasil; Ateliê Fidalga 55 artistas, curadoria de [curated by] Albano Afonso e [and] Sandra Cinto, Galeria Carlos Carvalho, Lisbon, Portugal; Photo Fidalga – Carpe Diem Arte e Pesquisa, curadoria de [curated by] Albano Afonso e [and] Sandra Cinto, Lisbon, Portugal; 57º Salão de Belas Artes de Piracicaba, Piracicaba, Brasil prêmios aquisição [acquisition awards] 2012 II Prêmio Itamaraty de Arte Contemporânea, Brasília, Brasil 2010 X Bienal do Recôncavo, São Félix, Brasil; 35º Salão de Arte de Ribeirão Preto Pedro Manuel-Gismondi, Ribeirão Preto, Brasil; 1º Prêmio Aquisição - 9º Salão Nacional de Arte de Jataí, Jataí, Brasil; residências [residencies] 2010/2011 Carpe Diem Arte e Pesquisa, Lisbon, Portugal, com o curador [with the curator] Paulo Reis coleções públicas [public colletions] Ministério das Relações Exteriores, Brasília, Brasil; Centro Cultural Dannemann, São Félix, Brasil; Museu de Arte Contemporânea de Jataí, Jataí, Brasil; Museu de Arte de Ribeirão Preto Pedro Manuel-Gismondi, Ribeirão Preto, Brasil.

Comentários